Carcass faz grande show em estreia no Rio de Janeiro

Em sua primeira passagem pelo Rio de Janeiro, o Carcass precisou de apenas cerca de uma hora em cima do palco do Circo Voador para derreter os cérebros da plateia e demonstrar na prática o porquê ostenta o status de lenda e referência nos vários subgêneros da música extrema.  Pode parecer estranho, mas a banda nunca havia se apresentado em terras cariocas, fato que finalmente foi corrigido com a segunda apresentação do sideshow do Liberation Festival que aconteceu no último sábado e levou uma verdadeira multidão ao palco do lendário Circo Voador.

A banda de Liverpool comandada pela dupla Jeff Walker/Bill Steer encerrou as atividades em 1996, retornou em 2008 e desde então praticamente não parou. Em 2013, surpreendeu o mundo ao lançar de forma surpreendente o excelente álbum ‘Surgical Steel’, 17 anos após ‘Swansong’. De lá para cá, a banda percorreu os quatro cantos do mundo em incontáveis turnês se apresentando em inúmeros festivais e fazendo partes de turnês ao lado de nomes como Slayer e Testament.

Para o show no Circo Voador, o setlist escolhido foi o de praxe que os britânicos vem apresentando mundo afora nos últimos quatro anos. O show é uma mistura do álbum Heartwork, álbum de maior sucesso do grupo e que é tido como o precursor do gênero conhecido como death metal melódico. Mas isso é história para outra hora. Das 17 músicas apresentadas na noite, a dupla Surgical Steel/Heartwork foi responsável por contribuir com 11.  

Se o começo do show foi dedicado a clássicos do porte de “Buried Dreams” e “Incarnated Solvent Abuse”, além da duplinha “Carnal Forge” e “No Love Lost” (em versão ainda mais “desgraçada” que no estúdio), o miolo do show foi dedicado à canções do não tão novo álbum, que havia ficado de fora à época da última passagem do grupo pelo país, em abril de 2013. Músicas como “Unfit For Human Consumption” que ganhou clipe com a participação do ex-baterista Ken Owen, afastado por problemas de saúde, e “Captive Bolt Pistol” mostram que ‘Surgical Steel’ já tem o seu lugar entre os favoritos dos fãs e também na discografia do grupo, começando a ganhar ares de clássico apenas quatro anos após o seu lançamento.

A parte final do show foi dedicada à velharias como “This Mortal Coil” e “Reek of Prutefaction”. Em “Exhume To Consume” e “Corporal Jigsore Quandary”, o guitarrista Bill Steer assumiu os vocais em boa parte da música e em alguns momentos fez duelos interessantíssimos com Jeff Walker. O encerramento, é claro, não poderia se dar com outra música a não ser o clássico “Heartwork”, de longe o maior sucesso comercial do grupo.

Em uma das apresentações mais energéticas dos últimos tempos, o Carcass passou o carro em cima da plateia e, assim como os assuntos abordados em suas letras, deixou um bando de cadáveres que se mataram em rodas na frente do palco sem conseguir compreender muito bem o que havia acabado de acontecer. Em cima do palco, a dupla Walker/Steer demonstra todo o entrosamento adquirido em 32 anos de estrada e são apoiados pelos excelentes Dan Wilding (o legado deixado por Ken Owen encontra-se em excelentes mãos) e também pelo guitarrista Ben Ash.

Vale ressaltar que a banda tem a intenção de entrar em estúdio no final do ano para gravar o sucessor de ‘Surgical Steel’.

Setlist Carcass

1985

316L Grade Surgical Steel

Buried Dreams

Incarnated Solvent Abuse

Carnal Forge

No Love Lost

Unfit for Human Consumption

A Congealed Clot of Blood

Cadaver Pouch Conveyor System

Captive Bolt Pistol

Edge of Darkness

(from intro to chorus, but intrumental, 90 seconds)

This Mortal Coil

Exhume to Consume

Reek of Putrefaction

Corporal Jigsore Quandary

Heartwork

Carneous Cacoffiny

Heaven Shall Burn

No início da noite, os alemães do Heaven Shall Burn ficaram encarregados de fazerem as honras do festival. Em cerca de 45 minutos do palco, a banda que está na ativa desde 1996, fez um show energético que conquistou o público que naquele momento ainda era tímido. Nada que importasse para os muitos fãs do grupo alemão, que chegaram bem cedo e fizeram questão de prestigiar a apresentação da banda.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *